Área Restrita Novo


Carf ignora STF e decide que ICMS compõe base de cálculo de PIS e Cofins

A União resolveu não acatar a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) e manteve o ICMS recolhido pelas empresas, mesmo estes não sendo faturamento das mesmas, na base de cálculo do PIS e da Cofins.

O Carf (Conselho Administrativo de Recursos Fiscais) manteve o posicionamento que considera a decisão como não sendo definitiva, mesmo com o fato de o plenário do STF ter decidido, em repercussão geral, que o valor arrecadado a título de ICMS não se incorpora ao patrimônio do contribuinte e, dessa forma, não pode integrar a base de cálculo dessas contribuições.

Segundo ele, o Regimento Interno do Carf prevê que o requisito da decisão definitiva para a obrigatoriedade da aplicação do precedente deve observar se a decisão já transitou em julgado.

Enquanto isso, aguardando tamanha formalidade que firmará o direito do contribuinte em não recolher valores a maior, diante inclusive da já difícil situação financeira em que se encontram as empresas, terão estas que recolher os valores exigidos e, depois, através de processos ou administrativos ou judiciais (ambos custosos) requerer direitos que já são sabidos que possuem.

Especialistas veem com preocupação o fato de o órgão desrespeitar uma decisão do STF, já que o regimento interno do Carf determina que as matérias decididas com repercussão geral pelo STF devem ser seguidas.

Fonte: Receita Federal 

Texto: Luciana Ribeiro




Luciana Ribeiro


   
  Publicações anteriores
Dacon tem periodicidade mensal obrigatória
Todas as pessoas jurídicas passam a declarar o demonstrativo mensalmente

 
Começa entrega do IRPF
Prazo vai até 30 de abril

 
Receita prorroga prazo para aderir ao Refis 4
Empresas precisam analisar vantagens e desvantagens antes de aderir

 
Esclarecimentos sobre contribuição sindical de liberais e autônomos
Ministério do Trabalho e Emprego tira dúvidas sobre o tema

 
Mato Grosso reduz prazo para cancelamento de NF-e
Medida deve ser seguida por todos os Estados da União

 
Sob críticas, registro eletrônico já é obrigatório
Sistema de Registro Eletrônico de Ponto passará a ser exigido em seis meses

 
Novas regras do Leão isentam 1,5 milhão de contribuintes
Entre novidades está aumento de limite de isenção

 
Sobre o controle eletrônico de entrada e saída
Advogada escreve artigo sobre normas da Portaria nº 1510/09

 
Vence dia 26 o prazo para entrega da DIRF


 
Contrato de experiência do empregado - Considerações
Orientações

 
  Em Exibição: 441-450
    Página: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67
 
 
Rua Marapuama, 107 - Alto da Lapa - São Paulo
Telefone: 11 - 3835-7679
contato@zloti.com.br