Área Restrita Novo


Carf ignora STF e decide que ICMS compõe base de cálculo de PIS e Cofins

A União resolveu não acatar a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) e manteve o ICMS recolhido pelas empresas, mesmo estes não sendo faturamento das mesmas, na base de cálculo do PIS e da Cofins.

O Carf (Conselho Administrativo de Recursos Fiscais) manteve o posicionamento que considera a decisão como não sendo definitiva, mesmo com o fato de o plenário do STF ter decidido, em repercussão geral, que o valor arrecadado a título de ICMS não se incorpora ao patrimônio do contribuinte e, dessa forma, não pode integrar a base de cálculo dessas contribuições.

Segundo ele, o Regimento Interno do Carf prevê que o requisito da decisão definitiva para a obrigatoriedade da aplicação do precedente deve observar se a decisão já transitou em julgado.

Enquanto isso, aguardando tamanha formalidade que firmará o direito do contribuinte em não recolher valores a maior, diante inclusive da já difícil situação financeira em que se encontram as empresas, terão estas que recolher os valores exigidos e, depois, através de processos ou administrativos ou judiciais (ambos custosos) requerer direitos que já são sabidos que possuem.

Especialistas veem com preocupação o fato de o órgão desrespeitar uma decisão do STF, já que o regimento interno do Carf determina que as matérias decididas com repercussão geral pelo STF devem ser seguidas.

Fonte: Receita Federal 

Texto: Luciana Ribeiro




Luciana Ribeiro


   
  Publicações anteriores
Receita fixa prazo para DIPJ de lucro real
Empresas têm até o dia 16 de outubro para apresentar declaração

 
Governo anuncia regras para devedores da União
Adesões podem ser feitas de 17 de agosto a 30 de novembro

 
Sócios não podem mais ser executados pelo INSS
Penhora de bens passa a seguir as regras dos demais tributos federais

 
Crédito do IPI deve ser vetado por Lula
MP que inclui benefício traria prejuízos aos cofres públicos

 
Comissão aprova redução de jornada de trabalho
Proposta ainda tem longo caminho a percorrer para virar lei

 
Receita estuda reduzir imposto de salário
Governo procura espaço fiscal para implantar medidas ainda no segundo semestre

 
Motoristas que trabalham em portos não integram categoria diferenciada


 
Empresas podem optar pelo RTT este ano
Regime permite que as empresas se adaptem aos padrões contábeis internacionais

 
Programa de DIPJ para empresas de lucro real atrasa
Empresas tributadas em lucro presumido têm até 30 de junho para entrega

 
Fundos de crédito podem disponibilizar R$ 50 bi para pequenas e médias empresas
Ministro queria que ideia fosse encaminhada ao Congresso como medida provisória

 
  Em Exibição: 481-490
    Página: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67
 
 
Rua Marapuama, 107 - Alto da Lapa - São Paulo
Telefone: 11 - 3835-7679
contato@zloti.com.br