Área Restrita Novo


Redução de multas e acréscimos moratórios relacionados a débitos tributários SEFAZ - AC

LEI Nº 3.479, DE 24 DE MAIO DE 2019

Dispõe sobre a redução de multas e acréscimos moratórios relacionados a débitos tributários do Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação - ICMS.

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE FAÇO SABER que a Assembleia Legislativa do Estado do Acre decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1º Ficam reduzidos em noventa por cento os valores de multas por infrações e de acréscimos moratórios relacionados a débitos tributários do Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação - ICMS, constituídos ou não, inscritos ou não em dívida ativa, inclusive os ajuizados, cujos fatos geradores tenham ocorrido até a data prevista no Convênio ICMS nº 79/18, desde que o saldo remanescente seja pago em parcela única no prazo fixado em Decreto do Poder Executivo, observado o prazo final estipulado no Convênio ICMS nº 79/18.

§ 1º O benefício de que trata o caput não se aplica a débitos tributários decorrentes de penalidades pecuniárias por descumprimento de obrigações acessórias, que poderão ser quitados com redução de setenta por cento.

§ 2º A fruição do benefício fica condicionada, ainda, à regularização dos demais débitos do ICMS e do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores - IPVA pelo interessado.

§ 3º Até cinquenta por cento do valor a ser pago nos termos do caput poderá ser objeto de encontro de contas na forma da legislação estadual.

Art. 2º Fica o Poder Executivo autorizado a regulamentar e estabelecer condições adicionais para fruição dos benefícios de que trata esta lei.

Art. 3º Fica revogada a Lei nº 3.427, de 21 de novembro de 2018.

Art. 4º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. 




Luciana Ribeiro


   
  Publicações anteriores
Alterações nas regras do IR para 2016
A Medida Provisória (MP) nº 692/2015, alterou o artigo 21 da Lei nº 8.981/1995, no que se refere a ganhos de capital auferidos em virtude da alienação de participação societária, por contribuinte pessoa física.

 
ECD tem regras alteradas
A Instrução Normativa (IN) nº 1.594/2015 da Receita Federal, publicada no Diário Oficial da União do último dia 3, altera a IN nº 1.420/2015, e determina que novos prazos e regras para a apresentação da Escritu

 
Bloco K não será mais implantado em 2016
As secretarias estaduais de Fazenda decidiram, durante a 159ª reunião do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), realizada na última sexta-feira (11), adiar em um ano o prazo de implantação por grandes empresa

 
Aumento e redução de capital social para S/A
Segundo a Lei nº 6.404/1976, o capital social de uma sociedade anônima (S/A) poderá ser aumentado

 
Aumento e redução de capital social para Sociedades Limitadas
Aumento ou redução do capital social de uma sociedade limitada depende de prévia deliberação dos sócios tomada em reunião ou assembleia. O contrato social devidamente alterado é então arquivado na Junta Comerci

 
IN muda regras da ECF para empresas de Lucro Presumido
A Instrução Normativa (IN) nº 1.595/2015, publicada no Diário Oficial da União no último dia 3, alterou algumas regras constantes da IN RFB nº 1.422/2013, que dispõe sobre a Escrituração Contábil Fisc

 
Agendamento para Simples Nacional vai até o final de dezembro
Termina no próximo dia 30 o prazo para agendamento no Simples Nacional para o ano de 2016. Apesar de ser opcional, uma das vantagens do agendamento é a regularização de possíveis pendências que possam impedir o ingresso da em

 
Nova obrigação acessória para optantes do Simples Nacional
O Ajuste Sinief nº 12/2015, publicado no Diário Oficial da União na última segunda-feira (7), instituiu a Declaração de Substituição Tributária, Diferencial de Alíquotas e Antecipação (DeSTDA). A

 
Sobre rendimentos e tributação exclusiva na fonte
Ocorre normalmente a retenção do imposto de renda sobre quaisquer valores recebidos a título de rendimentos pagos por pessoa física ou jurídica, podendo ser compensados na Declaração de Ajuste Anual (DAA). Segundo a Inst

 
Agroindústria e créditos presumidos
A pessoa jurídica agroindustrial e as cooperativas, ao gerar produtos destinados à alimentação humana ou animal, têm direito de utilização do crédito presumido, de acordo com o art. 5° da Instrução No

 
  Em Exibição: 51-60
    Página: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68
 
 
Rua Marapuama, 107 - Alto da Lapa - São Paulo
Telefone: 11 - 3835-7679
contato@zloti.com.br